Sobre a autora

Ana Teresa Pereira
[Funchal, 1958]

AUT315

Frequentou um curso de guia intérprete, actividade que abandonou aos vinte e cinco anos para estudar Filosofia na Faculdade de Letras de Lisboa. Contudo, no final do segundo ano, abandonará também a Filosofia e regressará ao Funchal, onde se dedicará exclusivamente à prática da escrita tendo uma já longa e variada carreira literária.

Estreou-se em 1989 com o romance Matar a Imagem, vencedor do Prémio Caminho de Literatura Policial. Esta incursão pelo género policial não se revelará, no entanto, exclusiva. Marca do seu estilo único será uma invulgar capacidade de fundir os géneros, criando um universo muito seu: «Há um enigma em torno de Ana Teresa Pereira. Desde 1989 […] que publica com uma impressionante regularidade livros que cada vez mais se assemelham ao mesmo livro. Uma notável capacidade de construção literária […] permite-lhe manter a agilidade propícia à variação. Mas Ana Teresa Pereira possui inequivocamente um território. E explora-o de um modo que só podemos classificar de “obcecado”. As personagens transitam de livro para livro com nomes que quase se confundem.» (Eduardo Prado Coelho, sobre O Rosto de Deus).

Tem colaboração nos jornais Público e Diário de Notícias (Funchal) e nas revistas Islenha e Margem 2 (ambas do Funchal).

Centro de Documentação de Autores Portugueses
04/2011