Tom e o Jardim da Meia-Noite

(…)de Philippa Pearce, autora inédita entre nós, creio, Tom e o Jardim da Meia-Noite (1958), que um respeitável crítico inglês qualificou como a mais importante obra de literatura infantil na Inglaterra do pós-guerra. A tradução foi entregue a Ana Teresa Pereira, escritora que também tem um fraco por contos de fadas enigmáticos e personagens masculinas com o nome “Tom”.

Lido aqui e editado pela Relógio D’Água.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

2 respostas a Tom e o Jardim da Meia-Noite

  1. Polly diz:

    Ainda à tempos procurava um livro novo para ler e não encontrava nada.
    Obrigada pela sugestão.

  2. Polly diz:

    Ainda à tempos procurava um livro novo para ler e não encontrava nada que me chamasse a atenção.
    Obrigada pela sugestão, a ver se o compro hoje.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s