“Fora no parque, numa noite de nevoeiro como aquela que vira Marisa pela primeira vez”

“Se eu morrer antes de acordar” é talvez o meu livro preferido da Ana Teresa Pereira e depois da troca de comentários no outro dia com a Luzia apeteceu-me voltar a lê-lo.

Peguei no livro, manuseado e de páginas dobradas, já emprestado a outras pessoas. Lá dentro encontrei uma carta do H. com impressões da sua leitura. E depois de observá-lo entrei dentro dele. Profundamente, como se tivesse mergulhado e descido ao fundo do mar. Sentei-me com um caderno ao lado e fui apontando todas as referências que me pareciam fazer parte do universo ATP. É talvez o livro com mais referências de que me lembro.

E talvez por ser o primeiro (depois do Fairy Tales) pensei que este era o meu livro preferido. Li-o no silêncio do fim-de-semana, durante e depois da tempestade. Li-o na varanda, junto aos gerânios, na frescura da manhã com uma taça de café ao lado e um lápis que acabou com uma escrita grossa. E nunca me senti tão perto da terra, dos cheiros da natureza, do mar… apeteceu-me vestir um vestido de algodão leve ou, consoante as temperaturas de “maio”, vestir uns jeans, um casaco de malha e calçar umas botas velhas, fazer uma trança, pôr o anel verde de esmeraldas e ir de bicicleta à vila comprar pãezinhos com passas, e um ramo de flores bonitas para pôr numa jarra…. ter um encontro fortuito que seria apenas um pormenor de uma grande história…

No livro, reencontrei nomes de que não me lembrava, apontei inúmeras espécies de flores e pensei que podia alimentar-me de café, pãezinhos com passas, bolo de iogurte, toranjas, queijo, vinho e, de vez em quando, peixe fresco…

Se fosse inverno tinha-me sentado na sala e, com a manta que esta sempre em cima do sofá, tinha coberto as pernas enquanto folheava um livro de pintura dos Pré-Rafaelitas. Mas como não é Inverno, sentei-me lá fora, e tive dificuldade em voltar a casa…

Há um silêncio nos livros da Ana Teresa Pereira, talvez porque o mundo se resume a poucas personagens que não precisam de falar para comunicar ou que falam a linguagem dos passaros, a linguagem do corpo…

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s