Matar a Imagem

Lyon, cour d'une "traboule"

Lyon, cour d'une "traboule"

E acabei por fazer aquilo que sempre quis, ler os livros da Ana Teresa Pereira pela ordem que foram escritos. Comecei então pelo título «Matar a Imagem » e peguei num caderno feito por mim, nos tempos das aulas de encadernação, onde fui anotando as várias referências que costumo encontrar nos livros dela. Os nomes, os lugares, as músicas, os filmes, os livros, os autores… regressar a este livro foi regressar ao início, saber de onde e como nasceu Tom, olhar para os « duplos » e reviver outros livros que sairam mais tarde… gostei de ver lugares concretos… há Lisboa, há as manhãs azuis de Lisboa… há a Calçada do Duque, a Trindade, o Cinema Quarteto… há os cafés de Lisboa, há pãezinhos de leite simples, deliciosos bolos de laranja e chocolate de nozes…

Nos nomes há a Rita, o David, o Miguel e Tom que encontraremos mais adiante, noutros livros… na música há o Leonard Cohen, há Jazz entre outros nomes e estilos… dos livros e autores, há referências sem fim, mas talvez as que mais se destacam sejam John Dickson Carr, Poe, William Irish, Enid Blyton, Jorge Luis Borges, Ruth Rendall, Truman Capote, Henry James, Patricia Highsmith… nos filmes há o Hitchcock, « As Asas do Desejo » e o « Blue Velvet »… e há Van Gogh com « Noite Estrelada », há Klee com « Villa R. », há mulheres de jeans, blusas verdes e joias… há homens de olhos fundos… há flores… muitas… há gatos… e há uma ilha que não tem nome, mas que conseguimos adivinhar…

« Ele e o cais, ele e o mar, e as gaivotas, eram um só, eram partes de um todo, e a gaivota era ele e ele era a gaivota (…) e sabia agora que ele era Rita, e Rita era ele, e só assim se explicava que entrassem um no outro e se deixassem ficar assim, como faziam tantas noites… »

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

5 respostas a Matar a Imagem

  1. Nuno Cruz diz:

    Muito bonito, o texto e a foto. Só por isto já valeu a pena “refazer” o blog. Boas releituras.

  2. Olá!Viajando pelo mundo virtual acabei descobrindo esse espaço literário muito rico em conteúdo e ilustração,parabéns!

  3. j. diz:

    ainda bem que gostaste, nuno… mas o que valeu mesmo a pena foi teres reaparecido e refeito o blog! 🙂

  4. nika_liu diz:

    “Conheci” Ana Teresa Pereira quando atingi a maioridade, com a leitura de ” Se eu morrer antes de acordar”. Eu que nunca tinha tido um autor preferido, fiquei rendida ao mundo dela. Permanece a minha autora preferida e consegue ainda proporcionar sentimentos contraditórios que me fazem continuar a ler o que escrever, a sentir-me envolvida pelos nomes, pelas referências, pela força e por algo que ao fim deste tempo ainda não consegui definir exactamente…
    Ainda não tenho todos os livros dela…vou comprando nos momentos em que me faz sentido comprá-los, quando sinto que preciso voltar aquele mundo…

    “É das poucas autoras portuguesas que leio, aliás é a única. Não sei se leio por gosto ou por vício, sei que me perturba, que não me deixa indiferente e que me transporta para um mundo do qual eu dificilmente consigo encontrar a saída. É um mundo escuro, de casas solitárias, de flores e cheiros, de elementos constantes, de uma solidão perturbadora, de uma paixão eterna, de um mar negro e libertador…”
    http://nika-liu-dreamland.blogspot.com/2008/08/perturbaes.html

  5. j. diz:

    … cheguei ao livro “se eu morrer antes de acordar” pelo “fairy tales”, livro editado pela black sun editores e ja esgotado… fiquei rendida ao universo da escritora… um universo de coisas absolutas…

    bem vinda ao rosto de deus nika liu

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s